AUTISMO
DISCUSSÕES E COMENTÁRIOS
Inicio | Temas

Comunicaçao do Autista


Data: 30/6/2003 comentário 1/14

Gostaria de entrar em contato com profissionais que utilizem o sistema PECS, para trocarmos figurinhas sobre o PECS, pois estou pensando em implantar com minhas crianças da ONG Mão Amiga e gostaria de saber mais detalhes a respeito.
Márcio Moreira / Rio de Janeiro


Data: 12/10/2003 comentário 2/14

Nós usamos o PECS por aqui. Gosto muito deste sistema alternativo. Um abraço.
Maria Elisa Tulimoschi/ CEDAP


Data: 22/10/2004 comentário 3/14

retifico o comentário de Maria Elisa Tulimoschi


Data: 28/7/2005 comentário 4/14

O que é o PECS? Gostaria de conhecer este sistema alternativo...
Muito Grata.
marialuizamartinez@bol.com.br


Data: 28/7/2005 comentário 5/14

Maria Luiza,

Aqui mesmo, nesse site voce encontrará o manual do PECS, algumas figuras e indicações de sites. Vá em TERAPIAS, e voce encontrará sob o título PECS.

Abraço,

Eduardo HCS


Data: 15/3/2006 comentário 6/14

SOB A SUPERVISÃO DE UMA PROFISSIONAL MUITO COMPETENTE,IMPLANTAMOS ESTE SISTEMA DE COMUNICAÇÃO NA INSTITUIÇÃO EM QUE TRABALHO E ESTAMOS TENDO SUCESSO.


Data: 21/5/2007 comentário 7/14

Meu filho autista tem 3 anos e 2 meses, começou a falar com 5 meses a sua primeira palavra, mas nunca estabeleceu dialogo comigo, faz comentarios, "olha ela ta escrevendo", " quer ir no quintal", etc. E interessante, pois ele e muito inteligente e faz associações boas. Um dia ele me levou ao banheiro olhou para um batom vermelho e me disse " qué fazê super-herói", nao conseguia entender o que ele queria, mas depois de um bom tempo vi que ele estava brincando com uma super-heroi dos 'incríveis' , cuja roupa era vermelha, ai tive uma "luzinha", levei ele ao banheiro e mostrei o batom e lhe disse " mamãe eu quero ficar da cor do super-heroi" e pintei suas maozinhas e braços com o batom e ele ficou muito feliz, porque eu consegui depois de muito tempo traduzir o seu pensamento. Minha mãe diz que tudo o que ele fala tem sentido, coisas que para nos parecem fora de contexto, prestem atençaõ na comunicaçao de seus filhos e os ajudem a formular a sua comunicação, voces perceberam que o que eles falam tem nexo...

Cida

Cida


Data: 3/9/2007 comentário 8/14

É verdade, Cida. Meu filho Lucas é extremamente sensível e fala muito através do olhar. Mas já compreende algumas palavras e está bastante "ansioso" para falar! Hoje mesmo eu disse: - Filho, vem cá, vem cá. Ele entendeu e veio até mim! Fiquei muito feliz!
Todos os dias agradecemos as maravilhas que Deus tem feito por ele e por nós!
Raquel
raquelmgrillo@hotmail.com


Data: 12/3/2009 comentário 9/14

Olá, mães especiais 12/03/09

Tenho um filho de 4 anos que agora foi diagnosticado,depois de muito exames feitos, com resultados normais, autista. Estou por dentro desta deficiência depois que eu mesma já suspeitava, mas o que eu não entendo, é que meu filho nunca falou e vejo relatos de muitos pais dizendo que seus filhos falavam depois deixou de se comunicar.Isto é mais uma característica que o autista tem? E eu não sabia? Me tirem essa dúvida por favor, alguém que possa me ajudar!!! Sou Josenira, meu email é josenirapaiva2005@gmail.com.br


Data: 14/3/2009 comentário 10/14

Josemira,

Existem diferentes graus de autismo.

Segundo a CID-10, é classificado como F84-0, como "Um transtorno invasivo do desenvolvimento , definido pela presença de desenvolvimento anormal e/ou comprometimento que se manifesta antes da idade de 3 anos e pelo tipo característico de funcionamento anormal em todas as três áreas: de interação social, comunicação e comportamento restrito e repetitivo."
Imagine a possibilidade de variação nas 3 áreas, do mais comprometido ao menos comprometido, e sua interação.
Assim voce tem autistas que não falam, autistas que falam bem, muito bem, como tem outros que são totalmente arredios, até aqueles muito sociáveis, e aqueles altamente ritualísticos indo até aqueles imperceptivelmente ritualisticos.
O meu filho começou a falar, e parou, voltou falando ecolálicamente, e manteve reduzindo até hoje, com 14 anos.
Somente agora está usando a fala funcionalmente.
Sobre a fala, voce deve priorizar, não ela, mas sim a comunicaçao. Normalemente eles sabem falar, mas não sabem se comunicar (este é o grande problema). Use o PECS para ensina-lo a se comunicar. É um bom início. Em http://www.autismo-br.com.br/home/pecs.htm , voce entrará um manual de PECS, e algumas figuras, que são suficientes para iniciar um bom trabalho.
Se informe também sobre ABA ( http://www.autismo-br.com.br/home/Aprender_aba.pdf e http://www.autismo-br.com.br/home/Aba.pdf ). Esta é também uma poderosa ferramenta na abordagem do autismo.

Por ultimo, voce não pode deixar de participar dos grupos de discussão de autismo.
Instruções e endereços em http://www.autismo-br.com.br/home/Listbot.htm

Abraço,

Eduardo HCS


Data: 23/6/2009 comentário 11/14

Menina de 6 anos, segundo a mãe, a filha Patricia aos 3 anos parou de falar com outras pessoas...na escola nos dias atuais também não se comunica a ponto de fazer pipi nas calças porque não pede para ir ao banheiro. A mãe relata que existe comunicação em casa.
Patrícia é inteligente, alfabetizada...mas não fala.

Que testes...que exames podem ser feitos p diagnosticar o problema de Patricia!

Bianca, amiga preocupada!


Data: 13/4/2010 comentário 12/14

Meu filho foi diagnosticado com 3 anos, só começou a falar depois dos dois e ate aproximadamente os 3 anos e 8 meses falava ecolalicamente, com ajuda de uma psicopedagoga ja fala frases para se comunicar embora muitas vezes troque a ordem das palavras, agora esta tendo acompanhamento de fonoaudiologa e estamos contornando a troca dos pronomes pq ele se refere a si mesmo como "você", mas ja esta aprendendo a usar o "eu", acredito que o diagnostico precoce foi decisivo pois conseguimos contornar o isolamento, embora ainda tem dificildades de se relacionar com algumas crianças, mas no geral é muito sociável, agora fala conosco olhando nos olhos, e quem não sabe do problema normalmente não desconfia do autismo, o complicado muitas vezes é sair pois o comportamento inquieto e agitado provoca muitas vezes olhares de reprovação das pessoas, mas acredito que com acompanhamento adequado visto as melhoras o problema será contornado, a fonoaudiologa me explicou que não existe ex-autista, entretando um autista pode viver em sociedade sem que muitas vezes as pessoas que o cercam saibam disto, aconselho as mães que não se desesperem tenham fé e corram o máximo que puderem pela superação dos problemas da criança, tentem ensinar o máximo que puderem para seus filhos serem independentes e disciplinem as crises de agressividade, tentem desestimular os comportamentos repetitivos buscando mostrar outros interesses mais de acordo com a idade.


Data: 6/7/2010 comentário 13/14

Meu filho é autista, tem 7 anos e não consigo ensinar ele a controlar as fezes pra fazer no banheiro, e acaba que ele faz na cueca. O xixi ele nunca precisou que eu ensina-se, mas o cocô eu ainda não consegui ensinar. Preciso de ajuda.
Miriam-RJ


Data: 6/7/2010 comentário 14/14

Meu e-mail é miriamugf@ig.com.br.


Faça o seu comentário

Para validação, copie a palavra AUTISMO, exatamente como está escrita, no campo a seguir:









Esta página foi construída em 19/09/99, última atualização 20/03/2009.
Créditos: Eduardo Henrique Corrêa da Silva