AUTISMO
DISCUSSÕES E COMENTÁRIOS
Inicio | Temas

Analise aplicada do comportamento(ABA) cmo funciona????


Data: 8/10/2002 comentário 1/21

Autismo, requer muita confiança e paciência no convivio
do dia a dia, com os nossos filhos, a interação e harmonia
plena é fundamental para estreitar os laços afetivos e fra-
ternos de toda a Família.


Data: 14/5/2005 comentário 2/21

O próprio nome diz como funciona.
Basicamente se estuda o(s) evento(s) que gera o comportamento impróprio (porque sempre há algo lógico por tras do comportamento). Um indivíduo com autismo, por mais que pareça, nunca faz nada sem um motivo bem determinado.
Com os resultados da análise, planeja-se uma abordagem apropriada e individual para eliminar o comportamento indesejado ou impróprio.
A análise é bem criteriosa, seguindo métodos bem científicos. É de reconhecida eficácia na eliminação dos comportamentos impróprios, mas o custo costuma ser alto, motivo pelo qual é pouco usada, o que é agravado pela falta de profissionais qualificados.

Eduardo HCS


Data: 1/11/2006 comentário 3/21

Meu filho tem 08 anos de idade, desde bebê teve grande dificuldade para se integrar com os colegas de escolinha, não gosta de brincadeiras padrão para as crianças de sua idade. é muito detalhista, tem rituais rotinas, seja para as refeições seja para as brincadeiras. Na escola, temos dificuldades, eis que o comportamento não é o mesmo das demais crianças, não quer escrever, faz atividades só nas áreas de seu interesse, como exemplo, matemática, inglês, musica. É fissurados por jogos "gamis" seja em videos ou internet.NAs matérias em que gosta sua aprendisagem é muito mais rápida que os demais colegas.
O eduardo(de quem estamos falando) tem dificuldades de entender regras sociais de comportamento, como por exemplo, em casamentos quer entrar com a noiva, grita em momentos inoportunos, tem dias que está muito agitado, teima quando não faz o que quer, ritualiza algumas coisas e se irrita em demasia se naõ é feito como quer, por outro lado é muito carinhoso e afetivo, gosta muito do contato físico, abraço, carinho.

FAz terapia há mais de um ano, mas a nossa dificuldade é de não saber o que fazer, como lidar.


Data: 19/7/2007 comentário 4/21

Sou estudante do curso normal e resolvi fazer um projeto p/ a feira de ciências sobre a equoterapia, e gostei muito do que aprendi.
Sigão fazendo esse precioso trabalho!
Giovanni Corrêa


Data: 26/9/2007 comentário 5/21

Trabalho com o ABA qualquer duvida
beatrizscunha@gmail.com

Beatriz Cunha


Data: 18/1/2008 comentário 6/21

Dra Tânia,
Meu email:
daniela.endodontia@gmail.com
ou
mathboy@click21.com.br


Data: 27/2/2008 comentário 7/21

Gostaria de saber se existe algum curso para utilização do método ABA aqui em Salvador/BA. Meu nome é Manuela e meu e-mail pra contato é lujumeireles@gmail.com.


Data: 16/9/2008 comentário 8/21

SOU PROFESSORA, E ESTOU FAZENDO COMPLEMENTAÇÃO NA EDUCAÇÃO ESPECIAL E GOSTARIA DE RECEBER MATERIAS SOBRE AUTISMO E O MÉTODO TEACCH,POIS VOU FAZER MEU TCC EM CIMA DESSE TEMA. POR FAVOR ENVIAR MATERIAL PAR edyrz@yahoo.com.br GRATA PELA ATENÇÃO. ÉDINA


Data: 11/1/2009 comentário 9/21

quero saber quais os sintomas do autismo


Data: 10/5/2009 comentário 10/21

GOSTARIA QUE ALGUEM ME EXPLICASE O QUE E AUTISMO DE BAIXO GRAU POIS MEU FILHO FOI AVALIADO PELA MEDICA NEUROPEDIATRA COMO SENDO AUTISTA DE BAIXO GRAU MEU ENDEREÇO E VALDEIA_OLIVEIRA@GLOBO.COM POR FAVOR ME AJUDEM A ENTENDER PRA PODER AJUDAR MEU FILHO QUE TEM QUATRO ANOS DE IDADE!


Data: 30/1/2010 comentário 11/21

Gostaria de saber se é só professor ou terapeuta que pode fazer cursos dos metodos para autistas ,sou mãe e estou tentando com uma associação capacitar pessoas para trabalho com teach,ABA,sonrise e curiculo funcional,se puderem me ajudar agradeço e espero noticias ,meu email é maridarosaauler@yahoo.com.br


Data: 6/5/2010 comentário 12/21

Olá Betraiz,
Queria saber muito sobre o curso, como funciona, local, duração, e lógico custo ou investimento, trabalhamos com crianças especiais e regular"normal", escola inclusiva, e quero fazer muito este curso! aguardo .

att.

Fabrísia e José Prado.

nosso contato (99) 3523-3387 / 9905-2173


Data: 11/6/2010 comentário 13/21

Minha monografia será sobre autismo, porque trabalhei durante 2 anos com um autista e achei muito rica a experiência. No começo pensei até mesmo em pedir demissão, mas, aos poucos consegui contornar e hoje sinto falta de todos os meus ex-alunos, mas, em especial dele. A mãe dele nos ajudava muito, pois apesar de muito nova, tinha uma postura super correta para lidar com ele e nos passava muita segurança. Contudo, nós professores não temos condições de trabalhar em salas de aula com mais de 30 alunos e mais crianças especiais, alguém sempre fica prejudicado, pois estas crianças especiais precisam de atenção o tempo todo, e aí? Como fica o restante da classe? O certo seria que elas fossem acompanhadas por profissionais especificos. Por mais que ajudei no desenvolvimento do meu autista, sei que foi pouco e ele merece muito mais...


Data: 16/6/2010 comentário 14/21

quero saber sobre o custo do curso do comportamento que a sra. beatriz cunha ministra, quando tera o próximo, local e custo. aguardo contato. fabrisiaejose@hotmail.com


Data: 10/9/2010 comentário 15/21

Estou precisando de voluntárias para trabalhar o método Son Rise em minha casa,pois o método exige que tenha pessoas além da família para melhor rendimento do trabalho.A minha filha tem 13 anos e estou muito empolgada com esse método;Fui em um treinamento em Recife e já comecei a montar o quarto.Moro em Ribeirão-Preto e estou a procura de alguém que me ajude a fazer esse trabalho que é maravilhoso,inclusive fiquei sabendo que várias pessoas que foram voluntárias hoje é um profissional que usa o método Son Rise.
Quem estiver interessado,por favor entre em contato:lauraguedes007@hotmail.com
Ficarei muito grata e sei tbém que a Letícia vai ter ótimas amigas e companheiras que fara parte de sua recuperação......


Data: 16/9/2010 comentário 16/21

Sou Patricia moro num pequeno enterior da bahia, chamado São Felipe, tenho dua crianças especiais: Lucas de 6anos e Mateus de 8anos (autismo e dislequicia) são lindos perfeitos, aparentimente ninguem dis que eles tenhe alguma dificudade o lucas que tenhe autismo não fala mas graca a Deus desenvolveu a leitura sabe até algumas palavras em inglês, o Mateus já esta repetindo a terceira vez a primeira serie, ela não consegue gravar o alfabeto,mas com muito carinho e com a ajuda de Deus pai todo poderoso vão conseguir superar,pois não posso pagar um tratamento digno. meu msn é pa_natividade@hotmail.com ou orqut patricialm15@gmail.com.


Data: 31/10/2010 comentário 17/21

Meu nome é Enedina , sou pedagoga e técnica de enfermagem, e no proximo ano, irei ter um aluno autista, e não tenho uma preparação, por onde começar?
como desenvolver um bom trabalho e incentivar o aluno a se desenvolver?
Meu e-mail enedinasoares@uol.com.br



Obrigada! Beijos.


Data: 1/11/2010 comentário 18/21

Tenho sintomas de ansiedade e muito medo de tomar medicamentos resolvi entao optar por homeopatia e estou tendo melhoras dizem que rivotril causa dependencia seria verdade?


Data: 23/2/2011 comentário 19/21

ola ! me chamo ana , tenho 33 ano e keria saber se tenho q fazer exame para saber se tenho altismo, pois apresento todas essas caracteristicas q vc falou , tenho medo de ficar entre as pessoas, e olhar nos olhos das pessoas, e gostaria de saber se um dia posso ficar boa.


Data: 18/3/2011 comentário 20/21

Minha filha tem a mania de se isola e fica se batendo nas paredes e fazendo sons estranhos, não sei o que fazer e o que e isso? será que autismo ou algum parecido,não sei o que fazer?


Data: 1/4/2011 comentário 21/21

Data: 31/3/2011 comentário 21/21

A cada relato que leio, sinto que a verdade sobre minha filha está se confirmando, oh! que dor...ela está com 14 anos e só agora depois de tantas buscar, tanto sofrimento um neuropsicologo descobriu. Amanha ela vai fazer o cariótipo na APAE,eu preciso chegar até o fim, não consigo mais digitar, vou encerar, obrigada.


Faça o seu comentário

Para validação, copie a palavra AUTISMO, exatamente como está escrita, no campo a seguir:









Esta página foi construída em 19/09/99, última atualização 20/03/2009.
Créditos: Eduardo Henrique Corrêa da Silva